Resenha | “O Último Adeus” traz à tona o tabu do suicídio em um forte romance contemporâneo

Ainda hoje, muitos temas são vistos como tabu pelas pessoas. O suicídio, infelizmente, é um deles. Porém, algumas pessoas buscam enxergar e enfrentar o tema de outra forma, indo muito além do que se costuma – é o caso de Cynthia Hand, autora de O Último Adeus, um melhores e mais fortes romances contemporâneos que conheço. O livro (lançado pela DarkSide Books) traz à tona o tabu do suicídio, levanta algumas reflexões e aprofunda o leitor numa complexidade de sentimentos, merecendo assim o meu reconhecimento e indicação neste texto.

oultimoadeus_1

ESPECIAL: 05 livros para NÃO subestimar em 2016

Fazendo uma breve sinopse, O Último Adeus é uma história que fala sobre como seguir em frente em um momento de dificuldade. Sua narrativa envolve assuntos como o declínio de uma família, colegiais e suas preocupações com o futuro, o período confuso da adolescência e a força e importância da amizade. A obra explora relações conturbadas e coloca seus personagens em situações de dificuldade, mas é com foco nos irmãos Alexis e Tyler que tudo se desenvolve. Alexis é uma adolescente que perdeu seu irmão mais novo, Tyler, de um modo duro: suicídio. Consultando um terapeuta, Alexis é aconselhada a escrever um diário para colocar no papel todos os seus sentimentos relacionados à perda do irmão, algo que pode servir como tratamento para sua atual condição de aflição. É assim que a trama irá se desenvolver: as atitudes que Alexis toma para seguir adiante com sua vida e, ao mesmo tempo, entender o motivo que levou seu irmão a cometer suicídio.

oultimoadeus_2

Classifico O Último Adeus como um romance forte e delicado – forte por tratar temas com depressão e suicídio; delicado por tratar o relacionamento e o sentimento humano de modo tão apaixonante. Além disso, a obra consegue dialogar muito bem com o público jovem, consegue ser um legítimo romance contemporâneo. É importante destacar essas características, pois são elas que transformam o livro em um diálogo claro e direto, pontos que ligam o leitor com o tema. Existe uma atenção especial com o clima, uma preocupação em dar ao livro o tom certo – não é apenas uma narrativa sobre depressão, suicídio e seus impactos, mas sim algo que coloca como destaque o relacionamento entre pessoas. A meu ver, O Último Adeus conseguiu usar seu tema tanto para trazer um tabu à tona como para questionar como lidamos com assuntos de grande importância; como reagimos, como nos relacionamos quando temos um peso desse tipo para carregar.

oultimoadeus_3

Mesmo trabalhando com um tema pesado na maioria do tempo, O Último Adeus consegue trazer suas ideias positivas durante o desenvolvimento da história. Vale destacar aqui a capacidade que a autora teve em intercalar assuntos como depressão e suicídio com mensagens que, de certa forma, refletem nossas atitudes diante de situações cotidianas. A questão do último é muito relevante – quando fazemos algo pela última vez? Quando temos nossa última oportunidade? Com isso a autora nos faz refletir, pois nunca sabemos, de fato, quando estamos diante de uma última oportunidade. É uma reflexão positiva que se faz de maneira discreta durante a obra; mensagens simples que lembram e incentivam o leitor a repensar suas atitudes, aproveitar e tratar cada oportunidade, por mais simples que pareça, como se fosse a última.

oultimoadeus_4

Foi ótimo ver que minha expectativa com relação ao livro foi correspondida e até mesmo superada. Todo o sentimento da depressão e o tabu do suicídio vem á tona durante a leitura, o tema é tratado da maneira necessária – sem exageros, verossímil – mesmo sendo uma obra de ficção. O Último Adeus é um livro que rompe barreiras, vai muito além do entretenimento. Deve ser encarado como muito útil para todos os tipos de leitores, já que aborda um tema tão atual e ao mesmo tempo tão mal compreendido. Uma leitura densa por sua natureza, mas nada cansativa. Absolutamente prazerosa e recompensadora.

Livro recebido em parceria com a DarkSide®

3 comentários sobre “Resenha | “O Último Adeus” traz à tona o tabu do suicídio em um forte romance contemporâneo

  1. Acho que vc usou uma palavra legal pra definir o livro: útil. 🙂 Espero que mais pessoas tenham acesso a ele, em especial as pessoas que precisam desse ombro amigo. Eu li rapidinho, a escrita é muito fluída. Beeeeijos, ótima resenha 🙂

    Curtido por 1 pessoa

    • Muito útil, principalmente pra quem precisa de um ombro amigo, como você disse. É difícil comentar sobre esse livro, ele é forte e ao mesmo tempo delicado… bem complicado explicar. Porém, a leitura é muito fácil, também li rápido 🙂

      Obrigado pela visita! ❤

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s