Mentir para transformar: uma reflexão aos leitores de ficção com base nas palavras de Ursula K. Le Guin

Você já parou para pensar que o seu livro favorito é uma mentira? Que os escritores e escritoras estão mentindo? Eu sei que pode parecer estranho, mas tenha calma e não me julgue ainda, pois quem diz isso é a Ursula K. Le Guin, famosa autora de ficção científica. Minha função aqui é apenas compartilhar essa ideia da autora, para que mais pessoas possam refletir sobre essa questão interessante.

citação 1 Ursula

Aqui, sem nenhuma enrolação, a autora nos mostra que tudo não passa de mentiras. Muitas vezes não paramos para refletir dessa maneira quando estamos lendo – e isso não é errado –, mas quando terminamos uma leitura, nossa mente nos faz acreditar que em algum lugar, espaço ou dimensão, aquilo descrito no livro realmente existe. E isso, como a Ursula também deixa claro, é uma espécie de loucura. É bom saber que somos capazes de atingir um nível de imersão tão grande, que um livro é capaz de nos levar para outro lugar – mesmo que esse lugar seja imaginário. Por outro lado, chega a ser assustador pensar que somos loucos, que acreditamos (mesmo que por pouco tempo) em lugares e pessoas que nunca existiram, a não ser na mente do autor. Nada existe fisicamente, pelo menos não na literatura de ficção. Quem escreve está mentindo, e quem lê gosta e continuará gostando de ser enganado. Uma “loucura” que vale a pena parar para refletir.

citação 2 Ursula

Uma mentira é quase sempre entendida como algo pejorativo, talvez a única exceção seja quando a mentira é utilizada, por exemplo, para não magoar os sentimentos de alguém. A mentira na literatura é diferente. Como a Ursula explica na primeira parte, todos os escritores e escritoras mentem, mas o objetivo da mentira na literatura é transformar – mentir para transformar pessoas. Sendo assim, não podemos ficar com raiva desses mentirosos, pois eles estão nos transformando com suas mentiras. É um dos poucos casos em que mentir é bom. É estranho dizer isso, mas ser um leitor louco é a melhor alternativa.

ursulakleguin_benjaminreed

As citações usadas nesse texto estão presentes em uma introdução de Ursula K. Le Guin no livro A Mão Esquerda da Escuridão, publicado pela Editora Aleph. Ursula K. Le Guin nasceu nos Estados Unidos em 21 de outubro de 1929. É uma das escritoras de ficção científica e fantasia mais proeminente do mundo. Vencedora de mais de cinquenta prêmios literários e criadora de diversos universos ficcionais, Ursula também é poeta, ensaísta e autora de livros infantis.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s