Resenha | O horror em “O cão dos Baskerville” proporciona um caso singular nas histórias de Sherlock Holmes

SOBRE O QUE SE TRATA

Um dos primeiros best-sellers do século XX, considerado o melhor romance policial já escrito. O cão dos Baskerville (adicione ao skoob) arrebata o leitor com seu enredo de horror gótico, um clima de ameaça constante, estranhas pistas e inúmeros suspeitos. Mais um caso brilhante do imbatível detetive de Baker Street: Sherlock Holmes e seu fiel colaborador Dr. Watson.

MINHAS IMPRESSÕES

Após minha experiência lendo Um estudo em vermelho, chegou o momento de me aprofundar um pouco mais nas histórias do detetive Sherlock Holmes e seu amigo Dr. Watson. O escolhido da vez foi o incrível O cão dos Baskerville, um romance policial inesquecível. Antes de começar a ler esse texto eu indico que você leia a resenha de Um estudo em vermelho (aqui) que publiquei anteriormente. Deixe-me agora lhes contar um pouco dessa grande obra e compartilhar minhas impressões.

Em O cão dos Baskerville o detetive Sherlock Holmes e seu parceiro Watson são levados a investigar um caso totalmente singular. Um homem – Sir Charles Baskerville – é encontrado morto próximo de sua casa. Existe uma história sinistra que envolve a família Baskerville, a história (quase como uma lenda) de um cão enorme que assombra a região onde vive a família. É dito por muitos que esse cão matou vários integrantes da família durante gerações, e agora essa história volta a assombrar a região por conta da morte de mais uma pessoa da mesma família. O corpo de Sir Charles Baskerville foi encontrado em um pântano e devido ao cenário é levantada a hipótese de que ele morreu de susto ao ter sido perseguido por um cão.

Com isso o leitor é introduzido em uma história de grande mistério. Quando o caso é apresentado e passamos a entender um pouco melhor o passado da família Baskerville fica praticamente impossível largar o livro. Mas isso é apenas o começo da trama, muitas pistas e diversos suspeitos ainda irão surgir para complementar a obra. Agora vamos falar a respeito de algumas coisas que acontecem após a morte de Sir Charles Baskerville para que vocês possam saber o que esperar desse livro.

Sir Charles Baskerville era um milionário e com sua morte alguém teria que assumir a mansão da família e toda sua herança. Henry Baskerville, sobrinho de Charles, era o único que restava da família e que poderia assumir a mansão. Mas é claro que Henry Bakerville não poderia simplesmente ir até o local onde viveu gerações de sua família e se estabelecer. Antes disso outro personagem – Doutor Mortimer – antigo amigo de Charles, vai até Sherlock Holmes e apresenta todos os detalhes do caso e pede sua ajuda, com receio de que o sobrinho e herdeiro de Charles tenha o mesmo destino.

Nesse ponto o leitor já conhece um pouco do passado da família Baskerville e tem uma pequena noção do que pode acontecer futuramente. Daqui em diante o caso está nas mãos do mestre Sherlock Holmes, que conta novamente com a ajuda de seu parceiro Watson em uma investigação cheia de mistérios. As pistas e suspeitos começam a surgir aos montes e o que mais me impressionou durante a leitura foi o clima de horror e ameaça, elementos que se misturam e formam uma narrativa sensacional.

Sempre digo que em um romance policial é importante ter algo que prenda a atenção do leitor desde o inicio, que instigue logo de cara. Em O cão dos Baskerville temos isso e muito mais. Além de ser um caso completamente diferente, como são todos os que Sherlock Holmes está envolvido, esse possuí um algo a mais devido ao clima sobrenatural que envolve toda a narrativa. Fiquei envolvido durante toda a leitura e sem saber no que realmente acreditar. Será que existe alguém por trás disso tudo ou é algo realmente sobrenatural? E se for algo sobrenatural, como Sherlock Holmes pode ajudar? Perguntas como essas surgem com frequência e quando o leitor finalmente chega ao final é presenteado com uma reviravolta e resolução maravilhosa de Sherlock Holmes. Mais uma vez fui surpreendido com uma história maravilhosa, um dos melhores livros do gênero que já li, muito bem escrito e criativo. É sem dúvidas o meu romance favorito de Sherlock Holmes até o momento e eu indico sem medo algum para todos os apreciadores de uma boa história. Esse é um livro elementar, meus caros amigos.

SOBRE O AUTOR

Arthur Conan Doyle foi um escritor e médico britânico, nascido na Escócia, mundialmente famoso por suas histórias sobre o detetive Sherlock Holmes, consideradas uma grande inovação no campo da literatura criminal. Foi um renomado e prolífico escritor cujos trabalhos incluem histórias de ficção científica, novelas históricas, peças e romances, poesias e obras de não-ficção.

CARACTERÍSTICAS DA EDIÇÃO

Essa edição segue o padrão bolso de luxo da Zahar, com as mesmas características que citei quando falei sobre Um estudo em vermelho. capa dura, folhas amareladas e de boa espessura, ótima diagramação e fonte de tamanho agradável. A tradução também é de qualidade e eu não encontrei nenhum erro de revisão. As ilustrações enriquecem a edição e ajudam a contar a história. Mais um ótimo livro e uma edição primorosa.

✪ ✪ ✪ ✪ ✪ ✪ ✪ ✪ ✪ ✪

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s