Resenha | Tubarão, o surpreendente livro de Peter Benchley que deu origem ao filme de Steven Spielberg

Tubarão (adicione ao skoob) é o clássico romance de Peter Benchley que deu origem ao primeiro blockbuster de Steven Spielberg. Mas, mesmo antes do sucesso na telona, o frenesi alimentar de Jaws se transformou num fenômeno de vendas. O best-seller internacional foi o principal responsável em elevar a fera de barbatanas dorsais ao status de perfeita encarnação do mal. Se já existiu um bicho-papão na natureza, ele está dentro d’água. A história se passa em Amity, um balneário ficcional situado em Long Island, Nova York. Quando o corpo de uma turista é encontrado na praia o chefe de polícia Martin Brody ordena o fechamento das praias da região.

Meus amigos leitores, alguém consegue explicar o motivo desse livro ter passado tanto tempo fora de catálogo aqui no Brasil? Difícil acreditar que uma obra como essa tenha sido negligenciada por tanto tempo, mas ainda bem que as coisas mudaram e agora temos a oportunidade de apreciar esse clássico graças a DarkSide Books.

Já quero deixar claro que Tubarão foi um dos melhores livros que eu já li na minha vida e também a melhor leitura do ano até o momento (ainda estamos em maio, mas para algo superar Tubarão vai ter que ser muito bom). Tendo dito isso, acredito que você deve no mínimo adicionar o livro em sua lista de desejos, pois se trata de uma leitura incrível para qualquer tipo de leitor. Agora, vou explicar e tentar convencer você (espero que consiga) os motivos  pelo qual Tubarão é uma leitura praticamente obrigatória. Ah, eu ainda não assisti o filme de Steven Spielberg, portanto, não vou comparar o livro com o filme.

O que acontece em Tubarão? Uma pequena cidade chamada Amity, localizada a aproximadamente 50 metros acima do nível do mar, é atacada por um enorme tubarão-branco. Amity é o tipo de cidade cheia de praias e que por ser pequena depende muito da vinda de seus visitantes durante o verão. Um bom verão garante um bom inverno aos moradores da cidade e vice-versa. O tubarão que por algum motivo está agora se aventurando no mar próximo as praias da cidade começa a gerar um enorme problema, logo faz sua primeira vitima e se torna uma ameaça para a cidade.

É aí que surge Brody, o chefe de policia da cidade, com a responsabilidade de tomar as melhores escolhas e manter a segurança da população de Amity. Com o ataque do tubarão, o chefe resolve fechar as praias, mas com isso terá que encarar conflitos com outras pessoas, pois as praias são importantes para um bom verão na cidade, se as praias ficarem fechadas Amity terá um inverno difícil, porém, se as praias continuarem abertas e o tubarão fizer mais vitimas, é óbvio que o chefe Brody terá uma enorme responsabilidade. Além disso, se a notícia de um tubarão nas águas se espalha quem é que vai querer passar o verão na cidade?

É basicamente isso que faz de Tubarão uma grande obra, pois não se trata de apenas um livro assustador contando a história de um enorme tubarão-branco que ataca e mata pessoas. O livro vai além e nos mostra os interesses de diversas pessoas e o que elas são capazes de fazer para assegurar esses seus interesses. O tubarão está sempre ali escondido e representando uma ameaça, é algo para se temer, uma verdadeira máquina assassina, mas o que em minha opinião torna essa leitura tão prazerosa é tudo o que o livro tem de romance, máfia, política, etc. O relacionamento humano que Peter Benchley conseguiu imprimir nessa obra é algo que eu não via há muito tempo, achei realmente incrível.

Os personagens são difíceis de classificar, mas o chefe Brody conseguiu chamar muito a minha atenção. Durante a leitura é possível perceber que mesmo ele sendo um homem duro, carrancudo e que nem sempre toma a melhor escolha, no fundo ele é apenas uma boa pessoa que busca fazer o melhor para aqueles que ele ama. Ao contrário de outros personagens que só pensam em si mesmo, Brody é o único que parece não ligar apenas para seus próprios interesses, ele realmente se compromete com a cidade assim como faz com sua família. Foi o tipo de personagem que eu me apeguei durante toda a narrativa e torci por ele até o fim.

Divisão de capítulos e diagramação primorosa da DarkSide Books.

Tubarão é com certeza uma das melhores leituras que já tive por esses motivos que citei e vários outros que você só vai conseguir entender lendo. É um livro assustador, absolutamente tenso e apresenta nuances tão boas que o mais difícil é dizer ao leitor o  que exatamente ele mais irá gostar nesse clássico. É o tipo de livro para devorar ou ser devorado, e nesse caso eu optei por devorar, acredito que você vai querer fazer o mesmo.

PROMOÇÃO DEVORADORA – 40 anos de Tubarão

Peter Benchley pertence a uma das famílias literárias mais celebradas dos EUA. Seu avô foi o humorista Robert Benchley e seu pai, o romancista Nathaniel Benchley. Jornalista de sucesso, estreou na ficção com TUBARÃO (1974) e, com Carl Gottlieb, escreveu o roteiro da adaptação para os cinemas, sucesso instantâneo. Seu interesse pelos oceanos – presente em todos os seus romances – data da infância, quando frequentava as praias da Costa Leste durante o verão. Escreveu dezenas de romances, muitos deles best-sellers, incluindo The Deep, Island, The Beast e Shark Trouble. Ao anunciar sua morte, em 2006, o obituário do New York Times informava que Tubarão já havia superado a marca de 20 milhões de exemplares vendidos.

Essa edição de Tubarão tem um formato 14x21cm em capa dura, fita para marcar página e folhas amareladas. Diagramação, divisão de capítulos, tamanho de fonte, tudo muito caprichado. Mais uma bela edição da DarkSide Books, achei a capa muito bonita e as bordas vermelhas dão um destaque especial a essa edição. Vale lembrar que o livro também ganhou uma edição em brochura muito especial, clique aqui para conferir.

✪ ✪ ✪ ✪ ✪ ✪ ✪ ✪ ✪ ✪

Esse livro é uma cortesia da DarkSide® Books, editora parceira do blog. Acesse o site e redes sociais para mais informações sobre esse e outros livros da editora.

Facebook | Twitter | Instagram | G+ | YouTube

26 comentários sobre “Resenha | Tubarão, o surpreendente livro de Peter Benchley que deu origem ao filme de Steven Spielberg

    • Oi Raquel, que bom te ver por aqui! Pois é, o livro me atingiu de uma maneira que eu não esperava, simplesmente incrível. Agora só falta assistir o filme, farei isso em breve 🙂

      Beijos!

      Curtir

  1. Parabéns, a melhor resenha que li em blogs nos últimos tempos, gostei principalmente do modo de como tu apresenta o livro, dividindo-o em seções. Nunca li o livro mas desde que soube que a Darkside havia lançado Tubrão fiquei curioso, achei as duas edições espetaculares, assim como todos os outros livros da editora, capricho é o que não falta. O filme nem se fala, um clássico do cinema digno de 5 estrelas e pelo jeito o livro também, curioso por essa leitura.

    Curtido por 1 pessoa

    • Oi Roan, fico feliz em saber que gostou e mais feliz ainda em saber que essa foi a melhor resenha que você leu recentemente, assim tenho noção de que estou fazendo a coisa certa. Procure ler o livro, você vai gostar. A DarkSide arrasou como sempre!

      Abraços!

      Curtir

  2. nossa adorei a história ja assisti o filme mas não me lembro muito bem porque eu era muito pequena,mas estou super ansiosa pra ler e mergulhar nessa história !!!! gostei do chefe brody ja até o imagino antes mesmo de ler o livro!!!!

    Curtido por 1 pessoa

    • Oi Karol, tudo bem? Eu fiz o contrário, li o livro e ainda não assisti o filme, mas pretendo assistir em breve! Espero que você possa ler em breve. Obrigado pelo comentário 🙂

      Curtir

    • Oi Flavio, que bom que gostou da resenha! Se você gostou do filme com certeza vai amar o livro, é uma história bem profunda que vai além dos ataques do tubarão. Depois de ler volta aqui para me contar o que achou 😀

      Abraços!

      Curtir

  3. Amo terror,tenho outros livros da darkside e amo essa editora, não só pelos títulos que está lançando mas pelo cuidado com os livros.
    Tubarão – o filme, faz parte da minha adolescencia…assustador e excelente.
    Espero muito colocar minhas mãos nesse livro ❤

    Curtido por 1 pessoa

  4. Quero ler o livro antes de assistir ao filme. E que livro lindo, a editora DarkSide sempre surpreende, tudo muito caprichado! Parabéns ao blog e pela resenha, ainda não conhecia seu trabalho, como estou te seguindo nas redes sociais, visitarei sempre que puder.

    Curtir

    • Oi Mylene, tudo bem? Eu também preferi ler o livro primeiro, acho mais interessante assim. A DarkSide caprichou novamente! Obrigado pela visita, depois de ler me conta o que achou, tá? ❤

      Beijos!

      Curtir

    • Não sei dizer qual é melhor, pois ainda não assisti o filme, mas posso afirmar pelo que li e pelo que vejo outros comentando que o livro é bem mais profundo. Vale muito a pena ler, a edição da DarkSide é realmente impecável, como você disse. Beijos!

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s