Resenha | A colonização do planeta Marte em “As Crônicas Marcianas”, clássico da ficção científca escrito por Ray Bradbury

Em As Crônicas Marcianas (adicione ao skoob) Marte e os marcianos fazem parte do imaginário dos terráqueos desde muito antes da chegada do Homem na Lua. Antes que soubéssemos através das célebres palavras transmitidas pela televisão para o mundo inteiro que “a Terra é azul”, sonhamos com pequenos seres verdes, curiosos, inteligentes, maldosos ou bem mais evoluídos que nós, a nos oferecerem o eterno embate com o desconhecido, com o imponderável, num exercício sempre profícuo de aprendizado e tolerância.

Antes de começar a falar sobre o livro, quero fazer um alerta aos leitores: ler qualquer obra de Ray Bradbury pode ser muito perigoso, os riscos de você ficar viciado no universo que o autor cria são grandes. O cara era simplesmente um mestre. Dito isso, quero contar um pouco da minha experiência com o livro “As Crônicas Marcianas”. Nessa história não temos um personagem principal (talvez o planeta Marte seja uma espécie de personagem principal), o livro é dividido em várias crônicas que podem ser lidas em ordens diferentes, apesar de eu ter lido na ordem cronológica e indicar que todos façam o mesmo para uma experiência melhor. Ray Bradbury nos coloca em meio a colonização de Marte pelos humanos, uma situação bem interessante de acompanhar, principalmente se você assim como eu é fã de ficção científica. Mas vamos com calma, não é só de ficção que o livro vai tratar, Bradbury consegue puxar outros temas na mente do leitor.

Na obra vamos conhecer vários personagens que vão ter de alguma forma uma ligação com Marte. Vamos conhecer o planeta, seu clima, cidades, habitantes e cultura. A escrita de Ray Bradbury é como um passaporte, a viagem de fato acontece, você vai conhecer com detalhes prazerosos como Marte funciona e como funciona a cabeça daqueles que ali estão. Além de todo esse clima digno de uma ótima história de ficção científica, questionamentos sobre sociedade, ética, caráter e a mortal humana acontecem com bastante frequência. As crônicas se acumulam e ganham sentido, uma tendo algo de comum com outra, conectando e se transformando em uma grande obra. Lembra que eu disse que ler qualquer coisa do Bradbury é perigo? Pois bem, logo após a primeira crônica você já vai estar completamente imerso na trama e não vai querer largar o livro.

“As Crônicas Marcianas” se tornou fácil um dos meus livros favoritos, diria que é leitura obrigatória não só para fãs de ficção científica, mas para todo tipo de leitor. Espero que isso seja o suficiente para te fazer dar uma chance para esse clássico, mesmo que você não esteja acostumado com esse tipo de literatura. Talvez o livro não agrade a todos, o que é normal, mas uma coisa eu garanto sem medo: qualquer leitor vai considerar esse livro no mínimo uma boa leitura.

Ray Bradbury foi um escritor americano que atuou como romancista e contista primariamente de ficção-científica e fantasia. Ele é mais conhecido por seu trabalho mais famoso, Fahrenheit 451, de 1953, uma das mais renomadas obras de ficção do século XX, uma das estórias consideradas precursoras do gênero de distopia/ficção especulativa. Outras de suas obras famosas incluem Crônicas Marcianas (1950) e The Illustrated Man (1951). Muitas de suas obras foram adaptadas ao longo de sua carreira, tanto para o cinema, quanto para a televisão e para a mídia de banda desenhada/quadrinhos.

Para fechar essa resenha eu não posso deixar de comentar um pouco sobre essa bela edição, publicado pela Biblioteca Azul (selo da Globo Livros) a mesma que recentemente publicou com novo design gráfico outros livros de Ray Bradbury. O material utilizado nessa edição é de muita qualidade, formato 14cm x 21cm, folhas amareladas, diagramação e tamanho de fonte excelente.As crônicas são bem divididas, tem sempre um bom espaço entre uma crônica e outra. Gostei muito da capa, combinou muito com o tema abordado no livro. Ótima edição, merece fazer parte da estante de qualquer um.

✪ ✪ ✪ ✪ ✪ ✪ ✪ ✪ ✪ ✪

2 comentários sobre “Resenha | A colonização do planeta Marte em “As Crônicas Marcianas”, clássico da ficção científca escrito por Ray Bradbury

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s